Recomendação da semana (pra animar a sexta-feira à noite)

Pra quem trabalha um sábado cheio, a sexta-feira pode estar chegando ao fim às 11 da noite, mas para quem gosta (e pode!) de curtir a madrugada, aqui está a recomendação da semana, que eu acabei esbarrando em mais um daqueles casos de serendipidade: o novo single do Daft Punk, de parceria divina com o Pharrell Williams, “Get Lucky”!

Quem disse que Disco havia morrido?

♫♫ We’ve come too far to give up who we are, so let’s raise the bar and our cups to the stars — we’re up all night to get lucky ♫♫

Um Mixtape (e a saga do SoundCloud)

Fim de tarde, acamada com uma gripe em forma de maldição elaborada pelo Rumplestiltskin e ativada pela Rainha Má, e ainda com pensamentos relacionados ao Dia de São Valentim – foi assim que eu cheguei na minha primeira mixtape: uma seleção de músicas sobre o amor, compostas e/ou cantadas por mulheres – para mulheres (não meninas!).

Essa mixtape, na verdade, é um presente singelo “de mim para mim”, porque dizem por ai que tudo começa com as nossas próprias atitudes. Fiz minha parte, me amei, me prestei, e agora chegou a hora de você fazer a sua parte e me dar um presente; eu sou patética fabulosa e acho que mereço ganhar alguma coisa nesse Valentine’s Day de verdade.

Enfim… O nome da mixtape, “Not Girls, Women” — Não É Para Garotas, É Para Mulheres — é uma referência a Snow White da série Once Upon a Time, que diz ser uma mulher e não uma garota ao esbarrar pela primeira vez no Princípe Encantado. (Considere isso uma divulgaçãozinha básica, porque me falta escrúpulos e dignidade)

Cover

Back

Not Girls, Women_ A Valentine’s Day mixtape

Tentei dispobinilizar o arquivo no SoundCloud, mas por algum motivo que eu desconheço, o upload não pára de dar erro. Pra quem ainda não ouviu falar, o SoundCloud é uma plataforma de publicação de áudios online. Lá você, amador ou profissional, pode acrescentar seus arquivos, compartilhá-los, promovê-los e distribuí-los. É super prático, no geral não causa dores de cabeça, e é ótimo pra encontrar novos talentos e artistas que ainda não explodiram na indústria musical ou que não estão tocando nas rádios da vida. Realmente não entendo o que está dando errado no upload, depois tentarei mais uma vez, porque eu sou brasileira.

Enquanto isso, a mixtape ficará disponibilizada no link acima. Fiz com muito amor e carinho, e espero que vocês gostem tanto quanto eu! Sintam-se a vontade para para publicá-la em outro lugar, contanto que não esqueçam os devidos créditos. 🙂

Assalto musical

Hoje, a caminho de casa, escorreguei os dedos pela tela do iPod e me peguei escutando The Script, uma banda irlandesa de rock alternativo. E foi como se eu tivesse sido colocada em uma cápsula do tempo, porque logo em seguida revisitei o último mês de Março, e pude reviver tudo o que vi e senti enquanto estive dentro do carro que me levou e trouxe de volta de Orlando a Miami, Florida.

A música, assim como o perfume, não é palpável, mas é completamente evocativa. Às vezes, ao decorrer de um dia assim como o de hoje, sou surpreendida com uma canção inesperada, capaz de trazer à tona sentimentos quase intraduzíveis. É aquela coisa sem muita ciência, né? No final tudo é saudade.

I’ll leave the door on the latch
If you ever come back if you ever come back
There’ll be a light in the hall and a key under the mat
If you ever come back
There’ll be a smile on my face and the kettle on
And it will be just like you were never gone
There’ll be a light in the hall and a key under the mat
If you ever come back if you ever come back now
Oh if you ever come back if you ever come back

~******~