Rosas são vermelhas, violetas são azuis, em dia de São Valentim…

Não queria fazer um post sobre o Dia de São Valentim – o famoso Valentine’s Day – porque estava muito ocupada não organizando nada especial pra comemorar com ninguém no dia de hoje. Mas a internet tem dessas coisas, e eu acabei topando com uma carta escrita por John Steinbeck – autor de “As Vinhas da Ira” – endereçada ao seu filho, que na época era um adolescente e lhe escreveu para contar que estava apaixonado por uma garota do internato, e fui obrigada a deixar o cinismo de lado pra dividir esse pedacinho de sabedoria pra vida.

Nova Iorque,
10 de Novembro de 1958

Querido Thom,

Recebemos a sua carta hoje de manhã. Eu responderei de acordo com o meu ponto de vista, e Elaine responderá de acordo com o dela, é claro.

Primeiramente, se você está amando , encare isso como algo bom – isso provavelmente é a melhor coisa que poderia acontecer a qualquer pessoa, e não permita que os outros façam pouco caso disso.

Em segundo lugar, existem vários tipos de amor. Um deles é egoísta, maldoso, possessivo, que usa o amor para definir a autoimportância do ser. Esse é do tipo feio e incapacitante. O outro é uma enxurrada de tudo o que há de melhor dentro de si – de bondade, consideração e respeito – e não somente aquele respeito relacionado às boas maneiras, mas um respeito maior, que parte do reconhecimento do outro como um ser único e valioso. O primeiro te faz ficar doente, pequeno, e fraco; mas o segundo pode te libertar através da força, da coragem, da bondade, e até mesmo da sabedoria que você nem ao menos sabia que tinha.

Você diz que isso não é uma paixão qualquer. Se você o sente tão profundamente, então é claro que não deve ser uma paixãozinha. Mas não acho que você esteja me perguntando sobre os seus sentimentos – porque isso você sabe melhor do que ninguém. O que você quer é a minha ajuda com relação ao que fazer com isso – e isso eu posso lhe dizer.

Regozije e seja muito feliz e grato por isso. O objeto do amor é sempre o melhor e mais bonito. Tente sempre estar à altura dele.

Se você ama alguém, não há mal algum em dizê-lo. Mas você deve se lembrar de que algumas pessoas são tímidas, e isto é algo que deve ser levado em consideração ao se declarar. As garotas geralmente têm um jeito de saber ou perceber o que você está sentindo, mas geralmente elas também gostam de ouvir a respeito.

E, às vezes, por um motivo ou outro, ocorre desse seu sentimento não ser correspondido, mas isso não o transforma em algo menos valioso ou importante.

Por último, quero lhe dizer que sei como se sente, porque eu também vivo isso, e fico feliz que você tenha o encontrado.

Ficaremos muito felizes em conhecer a Susan. Ela será muito bem vinda. Mas isso é algo que a sua mãe dará conta de organizar, porque isso é algo que ela gosta e ficará muito satisfeita em fazer. Ela também sabe sobre o amor, e talvez ela esteja ainda mais capacitada pra lhe ajudar com relação a isso do que eu.

E não se preocupe em perdê-lo. Se for certo, então ele acontece – o principal é não se apressar. Nada que é verdadeiramente bom se perde.

Com amor,

Fa (seu pai)

Esta, além de outras cartas, pode ser encontrada na biografia Steinbeck: A Life in Letters. Tenham um bom dia e um excelente dia de São Valentim!

quote

Advertisements

2 thoughts on “Rosas são vermelhas, violetas são azuis, em dia de São Valentim…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s